fbpx

Como criar uma página no Facebook altamente poderosa

Por Elena Silva,
Publicado em 18 de novembro de 2017. | Atualizado em 10 de julho de 2018.

A internet já é uma realidade na interação da sociedade atual. No mundo inteiro, bilhões de pessoas se conectam e se comunicam totalmente online.

Conforme o Governo Federal, no Brasil, aproximadamente 50% da população utiliza a internet. São quase 5 Argentinas inteiras! E boa parte disso, sabemos que é devido às redes sociais.

Pare e reflita: quantas das pessoas que você conhece têm perfil em alguma rede social? Com certeza, são muitas, não é? E esses números estão crescendo a cada momento. Isso, porque todos que têm acesso à internet apostam na facilidade desses sites e ferramentas.

Com eles é possível reencontrar amigos, fazer contatos profissionais e resolver pequenos problemas e demandas do dia a dia.

Por isso, é fundamental para as marcas e para a imagem das personalidades estarem presentes nesses ambientes virtuais, principalmente no Facebook, que é o queridinho entre as redes sociais. Agora, confira como criar uma página no Facebook e destacar sua marca!

Por que o Facebook?

A escolha mais inteligente para ressaltar a imagem da sua empresa ou seu perfil profissional é criar uma página no Facebook. E é importante que você tenha bem claro em mente o porquê disso.

Como citado anteriormente, essa ainda é a rede social mais acessada no mundo inteiro. Quem garante esses dados é a pesquisa realizada pelas empresas We Are Social e Hootsuite.

Além disso, o próprio criador do Facebook, Mark Zuckerberg, afirmou em seu perfil na rede social que recentemente o número de pessoas com perfis chegou a 2 bilhões. Ou seja, provavelmente quem você precisa alcançar está lá.
Interação com o público-alvo

O mais importante no relacionamento entre uma marca e seu público é a interação. Você deve estar sempre pronto para ouvir o seu cliente, conhecê-lo e entender os desejos dele.

Atualmente as pessoas expressam seus sentimentos e pensamentos nas redes sociais. E é por isso que você deve estar presente nesse mundo virtual.

A possibilidade que a dinâmica do Facebook traz, de interagir com amigos, desconhecidos, celebridades e marcas, é única e muito rica.

Alternativa econômica a relação entre público e marca, no ambiente físico, exige investimento de tempo e orçamento. No Facebook não é diferente. Porém, nele você investe o quanto quiser, de forma segmentada e objetiva, podendo medir seu retorno.

Na divulgação de empresas e contatos físicos com os clientes, é necessário o investimento de muitas pessoas e de valores altos em dinheiro para a confecção de flyers, outdoors, campanhas de pesquisa, entre outros materiais e ações.

Já na comunicação pelo Facebook, você torna esse trabalho mais focado e viável. Sua equipe pode ser mais enxuta e tudo ocorre pelo template do site. É ali que você vai criar uma página, ouvir o seu público-alvo, interagir com ele, divulgar o seu trabalho e contabilizar os resultados.

Como criar uma página no Facebook?

Você entendendo de que forma o Facebook pode lhe ajudar, fica muito mais fácil compreender os passos necessários para marcar sua presença nessa rede social.

Ao contrário do que você possa pensar, eles não são complexos, mas exigirão um pouco do seu tempo e bastante foco.

O próprio Facebook é bastante detalhado e tem diversas legendas que poderão auxiliá-lo. Mas veja esse processo como o renascimento da sua empresa no mundo virtual.

Assim, é importante seguir todos os passos da forma mais completa possível, para que todos entendam bem a proposta da sua página e das suas atividades.

Agora vamos ver quais as principais etapas para criar uma página no Facebook.

#1.Categoria:

A primeira coisa que você vai encontrar, ao acessar o setor de criação de páginas do Facebook, são opções de categoria. Essa qualificação irá discriminar qual é o tipo de atividade que você executa, ou qual a área em que atua.

Pense bastante antes de decidir, pois esse direcionamento é um dos pontos principais da sua página e servirá de base para a localização e identificação dela no site.

As alternativas disponíveis são: negócio local ou lugar; empresa, organização ou instituição; marca ou produto; artista, banda ou figura pública; entretenimento; e causa ou comunidade.

Na sequência, aparecem diversas subcategorias, de acordo com a opção apontada na etapa anterior.

#2. Nome:

Além de especificar bem o ramo da sua marca, nesse momento, há uma escolha extremamente importante: eleger o nome da sua página.

Lembre-se de ser sempre criativo, mas objetivo, pensando no seu produto e no seu público.

Um nome muito complexo pode ser esquecido facilmente e não combinar com a marca.

Entretanto, um nome muito simples abre espaço para ser confundido com diversos concorrentes. Busque sempre o equilíbrio.

Se você já tem uma nomenclatura consolidada no mercado físico, mantenha a mesma no virtual. Porém, fique atento à necessidade de incorporar algum termo que identifique suas atividades, caso seu nome não seja autoexplicativo. Exemplo: Ana Perez – Salão de Beleza.

#3. Avatar:

A primeira marca visual que as pessoas irão ter da sua empresa é o avatar. Ele é uma foto, que fica do lado esquerdo de quem olha sua página.

Essa imagem também aparece nas buscas, pesquisas e no feed de notícias de quem acompanhar você, junto ao nome escolhido na etapa anterior.

O avatar deve ser algo que tenha a ver com a sua marca. O mais utilizado pelas empresas é o seu próprio logotipo.

Se você ainda não tem um, esse é o momento de criá-lo! Lembre-se, também, de que a sua imagem ficará restrita às dimensões de 170×170 pixels em computadores e 128×128 pixels em smartphones.

Dê uma boa resolução, carregando apenas fotos com no mínimo 180×180 pixels.

#4. Capa:

Essa seria a segunda maneira de atrair visualmente o seu público. A capa é uma imagem retangular que aparece no topo da sua página.

Aparece nas dimensões de 820×312 pixels em computadores e 640×360 pixels em smartphones. Por sugestão das configurações do próprio site, utilize sempre fotos acima de 399×150 pixels.

O objetivo da capa é complementar a mensagem passada com o avatar. Esse espaço deve ser usado para comunicar o perfil da sua marca.

Ela é mais descolada ou é formal? Tem foco comercial ou social? Esses questionamentos podem ser traduzidos nas cores, imagens ou textos colocados na capa.

#5. Dados:

Ao criar uma página no Facebook, é essencial que você complete todos os seus dados e informações. Agindo assim, o seu cliente poderá conhecer o seu trabalho, a sua história e a sua experiência no ramo.

Comece escolhendo um nome de usuário para compor seu link. Veja o exemplo: @nomedapágina. Essa opção de criação aparecerá abaixo do nome da sua página. Ela é muito útil, facilitando que as pessoas localizem você online.

Além disso, preencha a breve descrição que o Facebook solicita. Ela aparecerá sempre abaixo do nome da sua página.

Neste espaço, sugere-se inserir qual o propósito da marca, de forma objetiva e clara. Utilize bem os 155 caracteres liberados para este fim.

Não se esqueça de preencher tudo que for solicitado na aba Sobre. Como o próprio nome diz, toda vez que alguém quiser algo sobre sua página, irá procurar ali.

Detalhe quando e como sua marca surgiu, qual a missão, a história, os valores e tudo mais que achar necessário.

Preencha, ainda, todos os dados de contato com você: telefone, e-mail, site e endereço físico (se houver).

É possível se diferenciar?

O esqueleto da sua presença online pode ser considerado de pé após as etapas acima. No entanto, criar uma página no Facebook exige mais do que o básico. É possível deixar assim?

É. Mas você será apenas mais um em meio à multidão e não vai ter valido a pena o esforço e o tempo gastos até aqui.

Para se diferenciar dentre os demais, é necessário pensar e estruturar cada detalhe que será repassado ao seu público.

Tudo que for feito no mundo virtual deve ser estudado fora dele antes, seja uma informação transmitida, um produto ofertado ou apenas uma ação de entretenimento compartilhada.

Identifique o seu público-alvo

Saber exatamente quem é o seu cliente é essencial para comunicar-se com ele nas redes sociais. Isso pode parecer fácil, mas não é.

Pense no seu público-alvo, não apenas como a parcela da população com quem você quer falar, mas também como aqueles que querem lhe ouvir.

Ou seja, o público-alvo de uma marca é basicamente quem tem potencial e interesse em consumir o seu serviço ou produto.

Para definir esse nicho de mercado, devem ser analisadas questões como faixa etária; localização; classe econômica; grau de instrução; profissão; número de filhos; e hobbys.

Essas seriam apenas algumas das questões norteadoras do estudo de público.

Quando se está ingressando no Facebook, é necessário buscar dados da sua empresa no mercado tradicional, para entender quem são os seus clientes.

Faça planilhas com as informações que já possui, realize pesquisas com as pessoas que buscarem o seu serviço e ouça sua equipe (caso possua).

Crie sua Persona:

Quanto mais específico for seu trabalho, maior será a qualidade dele. Isso, porque obviamente torna-se mais fácil e eficiente atender um número mais conciso e objetivo de pessoas.

Nesse cenário, o marketing digital nos brinda com a figura da persona.

Esse termo diz respeito a um personagem semifictício que caracteriza uma fatia do público-alvo, definida após estudos detalhados.

Construindo a persona da sua marca, fica muito mais fácil produzir conteúdo para a sua página no Facebook.

Você também pode gostar:  20 Coisas para Postar no Facebook que mais Geram Resultados

Sua persona deve ter um nome específico, profissão, idade, sexo, classe econômica e grau de instrução.

Porém, aprofundando-se mais no público-alvo, detalhe, também, em que momento da vida ela está, quais são seus objetivos, sonhos e preocupações. Se necessário, sua marca pode ter mais de uma persona.

Observe a concorrência:

Nenhuma empresa está sozinha no mercado, principalmente quando ele é potencializado por uma rede social. Considerando-se isso, é sempre útil estar atento aos seus concorrentes.

Como eles se comportam? Disputam clientela direta ou indireta com você? O serviço ou produto deles é de qualidade? Tudo isso deve ser observado.

A página do seu concorrente no Facebook é a imagem dele nas redes sociais. Desta forma, a análise não tem intenção nenhuma de copiá-lo ou de plagiar suas ideias.

Pelo contrário, sabendo qual é a identidade de quem disputa clientes com você, é mais fácil de construir a sua própria, reforçando suas qualidades e seus diferenciais.

O Facebook é um espaço que pode ser comparado a um grande outdoor visível para o mundo inteiro.

Por isso, tudo que o seu concorrente diz ou faz deve ser visto por você, afinal os seus clientes estão vendo.

Além disto, lembre-se de estar sempre antenado a marcas que podem ter algum tipo de relação profissional com você.

Isso pode favorecer o seu marketing, assim como já favoreceu o de outras empresas.

Faça um planejamento:

Quando se vai viajar ou fazer uma festa, é sempre necessário pensar antes os detalhes da atividade.

No entanto, quando você vai expor sua marca para bilhões de usuários no Facebook, é preciso colocar tudo no papel, da forma mais organizada possível.

Isso é o que chamamos de Planejamento. Ele pode garantir o sucesso da sua empresa, se for feito corretamente.

As informações já obtidas sobre o seu público-alvo, a sua persona, os concorrentes e possíveis parceiros, deverão ser reunidas nesse documento.

O ideal, é que ele contenha todos os detalhes sobre a sua atividade na rede social escolhida. Assim, fica muito mais fácil manter o foco na identidade que sua marca deve ter online.

Além dos dados citados, é no planejamento que você vai definir, também, outras questões importantes.

Nele vai constar, por exemplo, qual a linguagem que será utilizada com o seu público, qual a periodicidade das suas postagens, qual o conteúdo oferecido aos clientes e quais os formatos vão ser utilizados para comunicá-lo.

Você ainda pode adicionar o que quiser. Quanto mais completo o planejamento, melhor.

Como ter uma atuação poderosa em minha página do Facebook?

Sua página está bem estruturada e diferente de tudo que há no mercado. Isso, porque ela foi pensada de forma coerente e tem uma base sólida.

Agora, é colocar o planejamento em prática, sempre atuando de acordo com os valores e princípios da sua marca.

Porém, sempre atento às pequenas ações que podem manter o seu diferencial sobre a concorrência.

Existem alguns detalhes que parecem simples, mas acabam fazendo toda a diferença para as empresas nessa etapa do processo de ingresso às redes sociais.

Mas, calma, não precisa se assustar, pois você já chegou até aqui. Agora, para saber como finalizar o desenvolvimento da sua página de maneira poderosa, confira algumas dicas.

Demonstre autoridade na área:

Quando se está buscando um produto ou serviço, a tendência é procurar referências sérias e confiáveis.

Dessa forma, é essencial que a sua marca esteja presente com essa postura, toda vez que um cliente buscar.

Não existe muito mistério para se tornar autoridade em uma área ou tema. Basicamente é necessário divulgar sempre dados corretos e informações verídicas, além de apostar em uma postura profissional, sem a propagação de boatos ou o uso de linguajar de baixo nível.

Agindo assim você demonstra saber o que fala e a agilidade do Facebook se encarregará de fazer com que seu público saiba disso.

Explore temas do momento:

Não se esqueça que as pessoas que estão conversando, se expressando e compartilhando ideias no Facebook, são as mesmas que faziam tudo isso offline.

Lembrar-se disso é útil para perceber que as pautas ainda são as mesmas debatidas e fofocadas em colégios, praças, ônibus e vizinhanças.

Com base nessa lógica, esteja antenado a tudo que ocorre a sua volta e, principalmente, o que a mídia reproduz. Esses serão os temas buscados e disseminados no Facebook.

E, por que sua marca ficaria de fora?

Aproveite o envolvimento do público com uma temática atual e explore-a da forma que se encaixar com a sua empresa.

Não vale comentar assuntos irrelevantes ao seu trabalho. Mas, se você analisar bem, sempre tem algo relevante que você tem propriedade, enquanto marca, para comentar, sob algum aspecto.

Invista na interação:

Há várias maneiras de dialogar com o seu cliente por meio da sua página no Facebook. A mais conhecida delas é o cal to action (chamada para ação).

Essa modalidade propõe que você convide as pessoas para interagirem de alguma forma a cada postagem. Curtidas, compartilhamentos e comentários, são as mais comuns.

Outro ponto importante da interação com o cliente é nunca o deixar sem resposta. Muitas vezes a pessoa só quer uma informação e acaba nutrindo um sentimento negativo pela página, porque não obteve retorno.

Quando o contato for feito para sanar dúvidas o procedimento é bem simples: se você souber responda, se não souber diga que vai se inteirar e retorna o mais breve possível. E retorne mesmo!

É essencial, também, saber lidar com críticas. Os motivos da reclamação podem ser inúmeros como, demora no atendimento, desgosto com o produto ou apenas um dia estressante.

Porém, não cabe a você julgar. Escute (ou leia) o que ele tem a dizer, responda de forma educada e não se deixe abater.

Aproveite as ferramentas:

Para o Facebook, como empresa, fazer da sua comunicação com o cliente a melhor possível, é uma meta. Esse é o trabalho deles.

Por isso, oferecemos algumas ferramentas muito boas para tornar sua atuação mais poderosa.

Uma das possibilidades para a sua marca aparecer mais são em grupos do Facebook através da SOLT GRUPOS. Essa ferramenta automatize os envios das suas postagens. Atualmente é muito usado por empresas das mais diversas áreas.

Outra funcionalidade incrível, que encerra da melhor forma nossa lista, são as métricas do Facebook.

O próprio site te possibilita observar quem interagiu com sua página, se seus conteúdos estão causando o impacto desejado e como estão os números da concorrência. Quer alternativa melhor para organizar sua estratégia?

Criar uma página no Facebook não é nada assustador e, pelo contrário, pode ser uma forma poderosa de consolidar sua marca.

Informações detalhadas, imagens atrativas e a impressão da personalidade da marca são essenciais para um bom desempenho. Além disto, você viu a importância de um bom planejamento.

Seguindo as etapas que indicamos, passo a passo, você não só estará presente nessa rede social, como terá o destaque que merece frente a todo o seu público!